[Arquitetura & Decoração] Cores para o seu quarto

É comum que, ao falarmos de cores, pensemos em muitas delas ao mesmo tempo. Principalmente as cores primárias – vermelho, amarelo e azul. A palavra ‘cor’ já remete ao colorido. Em um segundo momento, essas cores dão espaço em nossa mente para infindáveis tons que temos a nossa disposição.

E na hora de escolher a cor e o tom certos para seu quarto, esse ambiente tão importante em nossas vidas, por onde começar?

people-2587986_1920

Quando pensamos em um projeto, a primeira coisa que fazemos é iniciar com uma boa conversa, sempre deixando a sensibilidade aguçada para poder captar qual a sensação que o cliente gostaria de ter ao entrar no seu quarto.

Fora isso, é importante prestar atenção nos detalhes, se ele tem um sono tranquilo ou se tem insônia, por exemplo. Temos que obter o máximo de informação possível, pois só assim podemos cruzar todas as informações e aplicá-las cuidadosamente na escolha das cores.

Para quem não consegue relaxar tão facilmente, as cores escuras, como o preto e o marrom, são bastante indicadas. Isso porque essas cores trazem um aconchego e deixam o ambiente mais intimista e ainda ajudam a manter o ciclo do sono regulado, pois o quarto permanece escuro mesmo com uma certa incidência de luz da manhã.

Mas, ambientes claros também são indicados para relaxar. A cor branca é um clássico e, quando bem mesclado com tons claros de azul, creme e outras cores também claras e relaxantes, pode ser um grande aliado para criar um ambiente ideal para o descanso no quarto.

O branco exagerado e com brilho intenso perde a finalidade do relaxamento e deixa o ambiente com uma sensação sufocante.

Para quem está em busca de sofisticação, a paleta de cores off white é, com certeza, a melhor. E, a partir dessa base, podemos soltar a criatividade e agregar texturas nos tecidos, o verde das plantas e inserir peças decorativas em materiais diversos, como o cristal nas luminárias, para deixar tudo com a cara do cliente.

Já para aqueles que curtem um quarto mais animado e tem muita facilidade para adormecer, as cores são livres, o que vale é a preferência de quem vai habitar. Paredes alaranjadas e estampas florais, por exemplo, trazem alegria e um pouco de agitação para o ambiente. O importante é captar as necessidades do cliente e corresponder as suas expectativas.

* Por Adriana Mantovani, designer de interiores