Cirurgia bariátrica: como afeta a sua pele?

A busca pela saúde e pela qualidade de vida tem levado muitos pacientes à cirurgia bariátrica. Foram notificadas mais de 100 mil cirurgias no ano passado, e o Brasil já aparece como o segundo no mundo na realização deste tipo de procedimento.

Este tipo de cirurgia, envolve profissionais de diversas áreas da saúde, além do cirurgião plástico: clínico, nutricionista, psicólogo ou psiquiatra e dermatologista, para ajudar nos efeitos sobre pele, cabelos e unhas deste paciente que chega a perder de 30 a 40% do seu peso muito rápido.

Logo após a cirurgia, o paciente tem uma redução muito importante de peso, ocasionando sobras de pele e flacidez em todo o corpo. As cirurgias corretivas para melhora estética da pele geralmente ocorrem de dez a 18 meses depois da bariátrica, e neste período o paciente fica suscetível a alergias e contaminação da pele por fungos e bactérias nas áreas de dobras.

Após a cirurgia estética para retirada de excessos de pele, este paciente precisa de cuidados especiais nas cicatrizes cirúrgicas, que muitas vezes ocupam áreas extensas em braços, abdome, costas e pernas. Estas cicatrizes devem ser monitoradas no pós-operatório recente e muitas vezes tratadas com medicação tópica local e/ou procedimentos estéticos realizados por dermatologistas.

O emagrecimento rápido também ocasiona alterações significativas no sistema musculoesquelético e desequilíbrio metabólico e proteico do organismo, sendo necessário suplementação de proteínas. Ocorre neste período uma diminuição da absorção intestinal dos alimentos, sendo necessário a suplementação de várias vitaminas, que devem ser ingeridas por meio de cápsulas por estes pacientes.

A somatória de todas estas alterações tem reflexo na pele, cabelos e unhas. A pele se apresenta mais flácida, sem brilho e desidratada. Os cabelos tendem a cair bastante entre dois e três meses após a bariátrica, e perdem volume durante todo o processo do emagrecimento.

As unhas são reclamações frequentes destes pacientes: passam a quebrar com facilidade, podem aparecer estriações e manchas na lâmina da unha, amolecimento e fragilidade.

Todos estes transtornos dermatológicos podem ser amenizados e controlados com auxílio do dermatologista, que irá indicar os produtos e tratamentos adequados para esta fase tão importante na vida deste paciente. Sempre procure orientação médica!

roseli