Educação: como escolher a primeira escola?

Regina

Muitos são os pontos avaliados na hora de escolher a primeira escola de um filho, e é normal que os pais sintam-se confusos.Além de se preocupar com a localização do colégio, alimentação no recreio e se os professores vão cuidar bem da criança, é preciso avaliar o método de ensino, valor da mensalidade e lidar com a separação. Esse costuma ser um período de angústia e peregrinação, sempre acompanhado da pergunta: como fazer a escolha certa?

Um dos primeiros pontos é conhecer a proposta pedagógica da instituição de ensino. Diante disso, é preciso se perguntar se você quer uma formação com ênfase ao conteúdo ou não. Algumas escolas cobram muito do aluno, e a família deve estar de acordo com a exigência e ajudar o filho a dar conta do recado. Não tem motivo para os pais colocarem o filho em uma escola que não tenha afinidade com a filosofia da família. Se discordarem do projeto pedagógico, entrarão em conflito com os educadores.

Outro ponto importante é saber como os professores lidam com os alunos, principalmente os menores. Eles abraçam seus alunos? Claro que a resposta para essa pergunta será um sonoro “sim”. Mas, uma forma de os pais reconhecerem essa convivência é visitar a escola em funcionamento, principalmente na hora do lanche, assim poderão observar como o professor se relaciona com os alunos, se está no meio deles, se brinca e se envolve com a turma.

Especialmente na educação infantil, essa relação afetiva é fundamental. É por ela que a criança se abre para aprender, falar dos sentimentos e perguntar quando tem dúvidas. E ser afetivo não é beijar e abraçar. É olhar no olho, ouvir, se importar, dar atenção, acolher e proporcionar situações em que a criança se sinta capaz.

Além da convivência com a criança, é preciso saber se os profissionais que lidarão com os alunos são graduados e habilitados para cada função. Por exemplo, o professor de natação ou recreação deve ser educador físico formado. E os professores titulares das salas de aulas devem ter suas habilitações e atualizações, pois o aprendizado é constante.

É necessário ter espaço físico amplo? Os pais podem ter como um dos critérios de escolha o tamanho físico da escola. É preciso observar o uso desse espaço. Não adianta ter espaço e as crianças ficarem restritas a dois ou três pátios. Já algumas escolas menores fazem ótimo aproveitamento do espaço que têm.

Depois de analisar vários pontos, cabe uma conversa familiar para efetivar a melhor escolha. A melhor escola para o seu filho será que melhor se identificar com sua família.

regina