Iluminação de cinema

Fundado há 80 anos, o Cine Roxy é um dos pioneiros de nossa cidade. Ele é protagonista de algumas curiosidades, como o maior público em média por cidade em nível nacional, melhor investimento em tecnologias de áudio e imagem do país e um dos mais relevantes em bilheteria do mundo. Com seu espírito vanguardista, o Cine Roxy traz ao público uma experiência cada vez mais otimizada e sensorial, focada em aumentar e incentivar a apreciação da sétima arte.

Agora, toda a rede de cinemas Roxy passa por uma transformação e modernização do sistema de iluminação, que começou no meio de 2017 e deve se estender até o meio de 2018.

web_bilheteria (2)

Há cerca de 15 anos, uma grande reforma aconteceu no cinema, com implantação de novas salas, sistemas de som, imagem e iluminação. Na época, a principal tecnologia utilizada foi o neon, com cores que combinadas formavam efeitos bicolor e um ambiente high-tech. Nas áreas externas, lâmpadas de descarga de alta performance foram utilizadas, criando um grande volume de luz na fachada do cinema. A ‘Alameda principal’ – onde se encontram as bilheterias e bombonieres – ganhou elipses que criaram um efeito de movimento e descontração para o espaço.

Os anos passaram e a tecnologia do entretenimento decolou. Iluminação LED, NeonFlex, sistemas RGB e digitais multicolors, bastões iluminados com alta eficiência e projeções superdefinidas com lentes específicas chegaram ao mercado brasileiro, e mais uma vez o Cine Roxy foi pioneiro em investir em um novo projeto de iluminação.

A empresa escolhida foi a santista Boreal Iluminação, com o CEO e luminotécnico Ulysses Vita à frente do projeto, que uniu muita pesquisa, equipamentos exclusivos e, principamente, um grande brainstorming com o cliente para definir “como criar efeitos únicos e uma experiência sensorial”.

web_rampa (2)

A identidade visual clássica dos anos 70 foi mantida, porém com novas referências. Os grandes cinemas e cassinos de Las Vegas foram estudados e os melhores conceitos foram empregados no projeto. “Na entrada, sistemas de Uplights – conhecidos popularmente como projetores de piso – ganharam tecnologia LED, com 18 lentes para projeção nos pilares revestidos de vidrotil. Já o teto recebeu efeitos definidos de fachos de luz da cor ‘Orange Fantasy’, que traz alegria e começa a criar o acomodamento visual que vai se calibrando até a entrada das salas”, explica Ulysses.

A rampa de acesso e escadaria também ganharam efeitos bicolores com fachos que criam um descolamento da estrutura. Na próxima etapa, a cafeteria também será reformulada com nova iluminação.

Ao chegar na ‘Alameda principal’, a sensação visual é novamente moldada em um estágio de diminuição do fluxo luminoso e aumento de efeitos de luz cintilante, que continuam a calibrar os olhos para as áreas mais escuras do cinema. “Isso causa grande conforto visual e, por não estarmos habituados a esses efeitos, começamos a sentir encantamento e sensações alegres, que muitas vezes são ligadas ao filme ao qual vamos assistir”, ressalta o luminotécnico.

web_tunel (2)

As grandes elipses dessa alameda receberam uma tecnologia chamada Neon Flex, uma releitura do antigo neon, porém com leds de alta eficiência – powerleds integrados a um bastão super flexível com aspecto fosco – que homogeinizam a luz e transformam todo o cordão em um emissor de luz semelhante ao neon. “Como o NeonFlex é mais brilhoso e vívido, com cores diferenciadas, trouxe vivacidade e modernidade à composição”, destaca o responsável pelo projeto.

As colunas foram iluminadas com LED com formato de AR111, mas, com tecnologia específica para grandes períodos de uso e angulação adequada para o efeito. Para que seja possível trocar as cores da iluminação das colunas, foram empregados filtros – que também são utilizados em sets de filmagem – para trazer a cor vermelha ‘Candy Apple’, que remete às deliciosas pipocas doces e se mistura com a sensação olfativa com aquele cheirinho delicioso no ar.

“O túnel pode ganhar cores de acordo com o filme em cartaz: verde para o ‘Hulk’ ou amarelo para os ‘Minions’, por exemplo” – Ulysses Vita

Tudo isso precisa ser funcional, então focos dirigidos especificamente para as áreas de atendimento concentram volume de luz adequado e confortável para os funcionários do cinema, tornando-se adequado para funções técnicas e ornamentais.

web_tunel (5)

No túnel principal – que dá acesso às salas -, foi instalada uma luminária linear com mais de 40 metros de comprimento, com sistema de LED com capacidade de projetar dezenas de cores e uma infinidade de efeitos acionados por controle remoto. “Assim, o túnel pode ganhar cores de acordo com o filme em cartaz: verde para o ‘Hulk’, amarelo para os ‘Minions’ e vermelho para filmes como ‘Anabelle’ e ‘It – A Coisa’. Isso é bacana porque aumenta a experiência e todo o entretenimento que as atrações proporcionam para os visitantes”, pontua Ulysses. “Fora isso, 15 projetores cênicos criam fachos no teto curvo e realçam os corners das futuras atrações”, completa. Detalhes como microfocos com ângulos específicos iluminam precisamente as mãos dos clientes na hora da entrega dos tickets.

Assim, a iluminação tornou-se uma atração à parte no Cine Roxy, criando uma atmosfera única e sensorial, com efeitos diferenciados e dinâmicos, capazes de transformar a experiência de ir ao cinema em algo ainda mais mágico. Efeitos decorativos trazem soluções para a preocupação com o conforto luminoso do usuário, calibrando aos poucos a visão aos ambientes do cinema. Com isso, ao chegar nas salas que são realmente escuras, não há desconforto.

Cinema é bom pra ir sozinho, namorando, com criança e até com os avós. Mágico é saber que há todo esse empenho dos luminotécnicos para tornar tudo ainda mais especial!

juliana