Jejum intermitente: a estratégia do momento

Muito se ouve falar sobre o Jejum Intermitente (JI), que é uma estratégia – e não uma dieta – muito bacana usada por profissionais para obter sucesso em vários tratamentos, não só no emagrecimento. Mas, será que o jejum intermitente emagrece?

MariaLuiza51

Nós praticamos o jejum diariamente, enquanto dormimos. O café da manhã é o momento tradicional de ‘quebrar o jejum’, mas, na verdade, essa ‘quebra’ pode ser feita a qualquer momento. A indústria criou a falsa necessidade do café da manhã logo depois de acordar. E enquanto algumas pessoas gostam de fazer isso, outras não têm apetite quando acordam. O café da manhã não é uma necessidade fisiológica, é um hábito.

Para aderir ao JI devemos adequar a dieta, que deve ter como base verduras, legumes, proteínas e o mais importante: alimentos de verdade. É interessante diminuir a quantidade de carboidratos e aumentar a quantidade de gorduras boas, de onde retiramos a energia para o bom funcionamento do organismo.

Não tenha medo das gorduras naturais, elas são ótimas quando consumidas adequadamente. Isso não significa forçar o consumo das mesmas, mas utilizar as gorduras dos alimentos sem medo.Quando ingerimos acima de certas quantidades de carboidratos, o organismo aumenta a produção de insulina e reduz a taxa de glicose no sangue, e quando isso ocorre vem a fome outra vez. Você nunca percebeu que após comer macarrão a fome apareceu novamente?

Experimente, por um dia, trocar refeições normais (com arroz, macarrão e pão) por refeições com pouco carboidrato (legumes, verduras e proteínas). Você perceberá que esse tipo de alimentação sustenta muito mais, além de ser mais nutritiva e saudável.

Antes de começar o jejum, vamos adaptar o corpo a ingerir menos carboidratos. Quando fizer isso, perceberá que a fome diminui, assim como a necessidade de várias refeições diárias.

O segundo passo é esquecer o açúcar. Por mais que pareça impossível tomar um café sem açúcar, é uma questão de costume. Depois do corpo acostumar a ficar sem glicose à disposição, os baixos níveis de insulina irão fazer com que a vontade de comer fique cada vez mais reduzida. Agora é a hora de iniciar o jejum com tranquilidade, pois seu corpo já está utilizando a quebra de gordura de reserva para gerar energia.

O método mais comum é fazer o JI diariamente por 16 horas, ficando as outras oito livres para alimentação. Uma ideia é almoçar e jantar dentro dessas oito horas e o restante do tempo jejuar. E não se esqueça: sempre com acompanhamento de um profissional!

marialuiza