O tempo em suas diversas formas

Num encontro entre amigos, por sinal, agradabilíssimo, daquelas rodas que cada qual conta seus gostos, prazeres, hábitos e até sentimentos, daquelas que não há preocupação em ‘produzir conversa’, em fazer as insuportáveis ‘fofocas’ sobre a vida de quem está ausente e que as pessoas livres e soltas passam bons momentos entretidas. Quando muito abordamos um pouco da instável situação política que vivemos.

Clara51

Observei, então, como o tempo é importante! Não me refiro ao colorido verão, à linda primavera, nem às nostálgicas estações do outono e inverno. Falo de como as pessoas podem estar no mesmo lugar, no mesmo momento, mas… num outro tempo! Incrível, como o tempo tem importância diferente para cada um.

Entre nós, havia pessoas de diversas idades, profissões, todas de cabeça feita sobre seus valores e objetivos. Uma, contava detalhes da festa de seu casamento que acontecera três meses antes. Outra, se juntou ao grupo, para contar que, naquele instante, discutira com o namorado, dez anos mais jovem, porque ele se recusou a acompanhá-la num jantar que festejaria a sua melhor data: o aniversário.

Só havia mulheres no bate-papo e isso facilita a conversa. Nós temos sempre histórias para contar e não paramos de falar. Para nós, do sexo feminino, tagarelar é imprescindível.

Havia, também, uma recém-divorciada. Ficara só, o único filho com a esposa e o neto moram em Miami. Com a vida refeita, em bem pouco tempo, dedica-se à dança!
Tristeza? Nem pensar… Senti, claramente, ótima energia em todas, independente do tempo que estão vivendo. Um momento longínquo para umas e outro muito próximo para outras, mas numa total sintonia.

Mas, nem sempre é assim. Existem pessoas que por onde andam só reclamam! A lamúria é a marca dos insatisfeitos. E estes usam os mesmos chavões sempre: “não tenho tempo para nada” ou “o tempo passa muito rápido”.

Não há como discordar que quando nos damos conta, o dia passou, o mês terminou e o ano acabou, porém, isso é fruto das próprias atitudes do homem, daqueles tão desocupados, dos resmungões e dos que apressam o tempo, sem o vivenciar com amor, alegria, sem usufruir cada fase do seu próprio tempo.

As portas de um novo ano estão se abrindo. As oportunidades, pouco a pouco, marcam presença em nossas vidas e, se conseguirmos valorizar, se acreditarmos que o tempo é sábio seremos privilegiados. Saberemos dar tempo ao tempo. Apenas isso.

clara